sábado, 10 de setembro de 2016

Dez de Setembro

Amarelo
Porém preto constante

Trem em movimento
Ponte elevada
Cicuta
Som de disparo

Tanta gente querendo
E você sem querer

Mas sem querer eu não quis
Enquanto quis
Ninguém queria

Engraçadas estas coisas

Ninguém aplaude quando a moça dança
Ninguém se cala quando a moça sofre
Ninguém ajuda quando a moça morre

Num Domingo qualquer
A missa do sétimo dia vai ser
Mas vai ser pra expiar os erros

Enquanto isso, enquanto quer
A gente namora na praça
Ninguém se lembra mais

Amanhã nasce um outro sol
Que será o mesmo em nome do Pai.

Nenhum comentário: