sábado, 4 de maio de 2013

O Poeta que Dorme

Arranca de mim o mais difícil
Os versos mais simples.

Olhos, um rio que leva
Um rio que rói.
Nesse sempre tem peixe bom
Peixe vivo.

Pode mesmo?
O peixe vivo viver fora d'água fria?

Nenhum comentário: