sexta-feira, 24 de junho de 2011

Saudade

Meu coração não é meu
Está em toda parte dos caminhos que andei.
Cada um carrega um pouco do que é seu.

E como parte do que foi despedaçado,
aquele com meu zelo está guardado,
Pois tudo o que vivi de cada é preservado.

E há aqueles quem sem aviso me roubaram
Sua parte ditatória vontade,
Pra que causasse a dor que nos separam.

Mas tal dor que se descreve em meu peito,
É o amor que agora tem seu leito,
Nas lembranças do pobre dilacerado.

===========================================
Composição de 08/07/2007 - Embora as pessoas que o inspiraram não mais mereçam o que aqui foi descrito...

Nenhum comentário: