sábado, 2 de janeiro de 2010

Quando a mais Bela Canção Toca

Teu suave toque
Faz o meu amor descer
Eu sinto o choque
Eu deito, eu paro
Meus lábios te envolvem
Fazem teu amor crescer.

Eu subo e busco o meu véu
Eu caio, desço, estou no céu
Eu desfaleço, deslizo, desleixe
Tuas mãos firmes escalando a montanha
Teu toque débil larga-me nas curvas
A respiração falha, a vista turva
Separa, eu paro, e faço manha.

Eu vejo cores que não conheço
Eu desconheço o meu lugar
Tua unha, teu sangue, meu rosnar
Eu te tenho eu me esqueço
Eu te explodo eu me explodo
Cai
Deita
Desfaz
Desfalece
É sono, quero descansar.

Nenhum comentário: