terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Poema de Repetição

Poema de Repetição.
Poema de Repetição.
Poema, de Repetição.

Repete são
Repete som
Repete dor
Repeterror
Repede amor
Recolhe dor.

Enche o copo
Esvazia o copo.
Enche o peito
Esvazia o peito.
Abre os olhos
Fecha os olhos.
Marca a hora
Levanto
Deito.

Cara cora
Repetição
Enche a taça
Bebe a taça
Solta traça
Perde a graça
Embaça
FFFFF...
Fumaça.

Poema de Repetição.
Poema de Repetição.
Poema de Repetição.

Reticências
Retalhências
Retunbâncias
Reticências
Da repetição.
Retenção
Petição
Reterão
Retenção.

A estrada sobe
A estrada desce
A estrada curva
A estrada turva
O monte urva.

O peito enche
Esvazia
Escoria
Escurece

A noite anoitece
O dia amanhece
Ninguém esquece.
Levanto
Deito
Dói o peito
Cai no leito.

Poema de repetição.

Mato no chão
Estrada vazia
Vento no chão
Copo no chão
Vazio, vazio, vazio...

Poema de repetição.

Nenhum comentário: