quarta-feira, 9 de abril de 2003

O Escárnio da Morte

Aqui estou!
Sobre teu leito de morte,
a indesejada da tua vida.

Aqui estou
Dura como teu coração
onde a glória fora unção.

Chama-a!
Veja se impede
Que o verme sacie tua fome


Fome, não.
Mas o desejo
daquele verme da terra.

Apago essa luz,
Apago aquela 
E a de toda humanidade.

E a paz reinará na terra, nos céus e no inferno.

segunda-feira, 7 de abril de 2003

O Cemitério dos Poetas

Luiz Vaz de Camões escreveu. 
Oswald de Andrade escreveu. 
Fernando Pessoa; escreveram
Machado de Assis, Alvarez de Azevedo, 
Manuel Bandeira e Drummond
também escreveram. 

Mas Camões está morto. 
Oswald está morto. 
Pessoa, morto. 
Machado de Assis, Alvarez de Azevedo, 
Manuel Bandeira e Drummond. 
Todos eles estão mortos e enterrados de poeira. 

E o coveiro, onde está?
Foi assistir TV.